(Wix-Logo) Create a site!
100s of templates
No coding needed
Start now >>

Sindicato dos Trabalhadores Domésticos de Campinas e região​​

História do Sindicato de Campinas

O sindicato das/os trabalhadoras/es Domésticas/os de Campinas e Região, filiado a CUT  (Central Única dos Trabalhadores), a CONTRACS (Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços), e a FENATRAD (Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas).

A organização das domesticas de campinas teve inicio em 1961, primeiramente como Associação após a Constituição Federal de 1988, quando foi considerado o trabalho doméstico como profissão assim foi possível criar o sindicato.

Desde a fundação, o principal objetivo do sindicato é orientar as/os trabalhadoras/es em seus direitos, como também articular campanhas educativas e de mobilização estadual e nacional, fazer negociações articuladas, propiciar a troca de experiências entre os sindicatos, desenvolver políticas afirmativas na promoção de igualdade de oportunidades de gênero, combate à discriminação de raça, credo, idade e das minorias, inserir as trabalhadoras domésticas nas lutas gerais dos trabalhadores. Tendo como principio básico a ética e transparência assim deu-se em todos os projetos já administrado alguns anos atrás, com a mudança da conjuntura internacional e de filosofia de alguns financiadores que entendeu que a organização sindical não carecia de financiamento para desenvolver atividades na da organização e formação sindical.

O trabalho doméstico é realizado por pessoas externas á família é largamente utilizado no Brasil, desde a época do Brasil - Colônia. Proveniente da mão de obra escrava se fortaleceu como serviço menos remunerado, resguardando todas as características da escravidão.


Em 1940, a categoria de trabalhadoras domésticas se fortalece junto com os demais trabalhadores, pois se cria a primeira associação de domésticas, fundada em Santos, pela "DONA NINA" (Laudelina de Campos Melo). Dona Nina, como era conhecida, anos depois se mudou para Campinas, e além de participar da organização de negros/as, fundou a Associação de domésticas nesta cidade. Este período foi forte e marcante para as trabalhadoras domésticas nesta região, desta forma passa a ser reconhecida pela sociedade. A Associação dos Empregados Domésticos de Campinas foi fundada em 1961, contando com apoio de alguns sindicalistas na época, sendo desativa na época do Regime Militar.


Em 1979, uma empregada doméstica que participava da Pastoral Operária, incentivada pela reflexão sobre a organização dos trabalhadores pelos companheiros, começou a reunir algumas colegas para discutir os problemas específicos, tendo por objetivo a ação direta com as empregadas domésticas, logo descobriram que deveriam fundar uma associação de empregadas domésticas de Campinas. Foram informadas que já existia uma associação que fora desativada em 1968. Após várias buscas, foram encontrados os estatutos e o registro da instituição. Na mesma época estabeleceram contato com Dona Nina, ex-presidente fundadora Em fevereiro de 1983, a associação foi reativada, sendo realizada nova eleição de diretoria.

Em 1988, ano da Constituição Federal, houve muita mobilização para a garantia dos direitos trabalhistas dos trabalhadores domésticos: férias, 13º salário, o "1/3" de férias, aviso prévio, licença gestante, entre outros direitos trabalhistas foram reivindicados. A categoria teve apoio da JOC - Juventude Operária Católica, Movimento Sindical, Pastorais e de diversas Igrejas. A partir deste momento começamos a nossa caminhada em Campinas, transformando a associação em Sindicato. Desde quando  funciona como Sindicato, surge a necessidade de mobilização para fortalecer a organização. Sendo assim, desde 1993, realizamos Congresso da Categoria de 3 em 3 anos, espaço para discussão de temas pertinente a categoria e planejamento de ações de curto,médio e longo prazo para a categoria.

Das mulheres ocupadas no país com 16 anos ou mais, 17% são  empregadas domésticas. Destas, a maioria (58%) são mulheres  negras. Apenas 23,4% possuem carteira assinada. Estes são apenas alguns dos dados divulgados que demonstram a grande desigualdade vivida por estas trabalhadoras.

A Constituição Federal de 1988 reconheceu o trabalho doméstico como profissão, porém ficou fora da estrutura oficial sindical. Assim, a categoria não tem o direito a contribuição  sindical e o imposto sindical por parte dos trabalhadores. Por conta disto o sindicato tem várias dificuldades financeiras, mas trabalha permanentemente pelo contato diário com as trabalhadoras e garante assim, uma mensalidade de R$ 5,00 (cinco reais) por mês da poucas associadas que contribuem. Através dos atendimentos individualizados temos algumas doações como também realizamos atividades de almoços, bazar e rifas. Não sendo suficiente para manter um trabalho de qualidade e com eficácia.

O sindicato tem por objetivo trabalhar na formação e informação para a categoria, fortalecendo a luta de classe na busca da igualdade de gênero e a equiparação dos diretos. Realizamos congresso e debate sobre a realidade do trabalho doméstico, assim encontramos forças e com estratégias encaminhamos as demandas dos (as) trabalhadores (as). É nesse espaço de luta política e também de formação que queremos atingir um número maior de trabalhadoras para a organização sindical.

Desde a fundação, os principais objetivos do sindicato são: orientar os/as trabalhadores/as em seus direitos; articular campanha educativa no estado de São Paulo e nacional. Desenvolvemos atividades sobre o dia Nacional dos Trabalhadores Domésticos, 27 de abril, com objetivo de valorizar e fortalecer a categoria.  Outro fator importante, é que essa mulher trabalhadora ainda precisa conciliar o seu trabalho com a vida da sua família, caracterizando a dupla jornada de trabalho na mesma função.


Representamos uma das maiores categorias profissionais do País, somos mais de (7) sete milhões no Brasil, 28 mil em Campinas. É uma categoria que tem no resgate da dignidade e da autoestima a maior necessidade, a constante atividade e trabalho das diretoras em busca do reconhecimento e a valorização da profissão, assim mais fortalecidas pode reivindicar nossos direitos na equidade de gênero e no trabalho. Mantemos a nossa organização sempre afinada com a luta dos trabalhadores, por uma sociedade igualitária, com oportunidades para todos e assim possibilitar a construção do sujeito como ser social. O atendimento no sindicato é feito dentro do possível, pois conta apenas com as diretoras e voluntárias.

Em 2006 O presidente da República sancionou o projeto de lei relativo à Medida Provisória 284 (MP das Domésticas) A nova lei (11.324/06) foi publicada em 20 de julho/2006 no Diário Oficial da União. De certa forma são avanços pertinentes.

ATENDIMENTO JURÍDICO: temos dois escritórios de advocacia conveniados nos qual as doméstica são encaminhadas para ser elaborado processo trabalhista, como também assessora no tocante a direitos do trabalho, organização sindical e gênero. Para desenvolver um trabalho com qualidade que a categoria merece; necessitamos de uma contribuição, assim poderemos garantir um sindicato atuante e com participações em outros movimentos relacionados às questões das mulheres, principalmente a mulher trabalhadora em todas as dificuldades.

TRABALHO: Dar continuidade o nosso trabalho com mais eficácia principalmente no que diz respeito à equiparação de direitos PEC 478 e a convenção 189 da OIT bem como entender o caminho da  regulamentação das normas Trabalhista e Previdenciária.

SAÚDE: Desenvolver debate e palestras no diz respeito à saúde da mulher, doença do trabalho LER/DORT, para que quando tivermos  a proteção da lei neste sentido poderes exercê-lo sem medo do estado nos humilhar. “ Ter direito bem diferente de ter  a proteção da Lei ” , garantindo assim o acesso a um sistema de saúde humanizado;

VIOLÊNCIA: Criar mecanismos de combate a todas as modalidades de violência levando informações sobre direitos/Leis e a aplicabilidade da Lei Maria da Penha , trazendo para as mulheres a informação e formação no intuito  de  empoderar as mulheres trabalhadoras domesticas.

(Wix Logo)
This site was created using
Create your own for FREE >>